Seguidores

Pesquisar este blog

Google+ Followers

Translate

30/07/2009

Algumas breves considerações: poesia refletida.

(Foto - tirada por mim - de um pombinho limpando suas penas depois da chuva fina que caia naquela manhã de domingo em São Paulo, 12/07/2009)

Gosto demais desta foto! Havia chovido logo ao amanhecer, o sol começava a aquecer aquele despertar friorento. Preparei-me com disposição para um passeio em grupo, peguei o metrô na Estação Paraíso – São Paulo – em direção a Estação São Bento.

Acredito ser muito animador poder encontrar poesia em gestos simples e situações de igual simplicidade que, entretanto, transparecem mais do que a visão do reflexo do objeto pode alcançar. No contexto dessa imagem havia muita gente alegre, outras sérias, em silêncio. Estávamos em frente ao Mosteiro de São Bento. Eu participava de um grupo desejoso de ver as belezas artísticas do Mosteiro, e pudemos constatar que a beleza se repetia em cada olhar.



(Marli Reis, Espirais Imagéticas, 2009)
*