Seguidores

Pesquisar este blog

Google+ Followers

Translate

15/06/2017

Uma vez


Fotografia: Marli Reis


***


Uma vez

*

Descendo a escada
a visão é estreita,
os cuidados são necessários
como necessário é o movimento
do corpo consciente de tudo
ao redor.
Subindo a escada, 
o imponderável e inusitado
pode acontecer.
Ondas ruidosas de pensamentos
 em alerta
a ensinar sobre a vida
e tudo que ela alcança.
Para que serve a escada
diante dos galhos fortes
das árvores
 repletas de frutos
doces e convidativos?
Depois tem o silêncio 
da ventania...
Tem o balanço 
das folhas a cantar...
Tem os ninhos 
dos pássaros
 revelando a vida...
Que mais história a contar
 na silenciosa
 vastidão da relva?
Parem o trem,
 o passageiro vai ficar!

*

15/06/2017