*

Vou seguindo, fazendo pausas, deixando a poesia me guiar, algumas compartilho por aqui.
Todas fotografias deste blog foram feitas por mim.
............................................................................................................................

26/12/2010

Feliz Ano Novo aos amigos do blog!!!... E aos visitantes que passam, e voltam!!!... Minha gratidão pela companhia neste ano!!!

...Para a serra, por Guaramiranga...
Foto: Marli Reis



***
Outro Jeito


Pensa!
Que tua carne 
é forte.
Sente!
Que teu destino 
é certo.
Vive!
Que tua dança
é leve.
Olha!
Que teu coração
é ouro.
Ama!
Que teu querer
é vida.
Sonha!
Que teu limite
é nobre!
*
Busca!
Que teu encontro
é livre!

***

16/12/2010

Feliz Natal

*
**
****
*******
***********
***************
******************
Quero me unir a tantas
vozes e desejar também a 
todos que por aqui passam 
FELIZ NATAL, saúde e sempre 
amor!!! Obrigada pela presença!!!
*****************************
*******************************
*********************************
***********************************
*************************************
***************************************

******************************

02/12/2010

Imensidade

Natal/RN
Fotografia: Marli Reis



**

Imensidade


Vai o mar
dentro da
lembrança
que ficou
na imagem
da serena
missão de atender
o canto 
das ondas.
Ouro no coração,
força no existir,
sensatez na rotina,
e nem sempre
é o mesmo.

**

14/11/2010

Outro jeito

 "Outro Natal"
Fotografia: Marli Reis

***
Outro Jeito


Pensa!
Que tua carne 
é forte.
Sente!
Que teu destino 
é certo.
Vive!
Que tua dança
é leve.
Olha!
Que teu coração
é ouro.
Ama!
Que teu querer
é vida.
Sonha!
Que teu limite
é nobre!


***

26/09/2010

Matizar

 Linha do Horizonte, Natal/RN
Fotografia: Marli Reis


*

Matizar

Um olhar convergente,
uma lança atirada
para dentro de mim.
Um escudo potente,
uma recusa sagaz
em não me ferir.
Cai a lança,
os joelhos se dobram,
a certeza venceu
agarrada no escudo
de rimas incertas,
de coragem eficaz.
Transforma lá dentro,
nas profundezas
enigmáticas 
do existir,
um coração ocupado,
resistente, abrangente
que prossegue
calado.

*
Data da criação: 04/05/2009

10/09/2010

Visível


"Germinando"
Fotografia: Marli Reis


*

Visível

 
Na busca
o encontro,
na vontade
a saudade
em prece,
no tempo
o alento
de alegrias,
reservado.
E esta presença
suave
de riso
em atração.
No agora
o presente
feito nome
e o nome 
em manifesto,
em liberdade...
E o que é de dois,
torna-se de um.


*

28/08/2010

Lume

São João, 2010.
 Fotografia: Marli Reis

***

Lume


Navegava por um mar
de rosas em buquê,
teu sentido vislumbrava
meu querer
tranquilo.
Na relva o reflexo
da imagem das mãos
em aceno.
Sentido do tempo
em abandono.
Precisava dessa presença
suavizante,
gotejante
de felicidade
medida em olhar,
em carinho,
num leve abraço
de quem encontrou
 o amor.


***

18/08/2010

Entre cores

"Simples"
 Fotografia: Marli Reis


Uma perspectiva sobre a  "Maturidade":

"Se ainda temos o hábito de nos queixarmos é porque queremos a atenção de alguém. Isto mostra que ainda não aprendemos a superar nossas dificuldades por conta própria. Achamos que as causas e as soluções são alheias à nossa ação - os outros acabam sendo os culpados. Para mudar essa visão aprenda a conhecer-se verdadeiramente. Assim como a tarefa do médico é curar o paciente e não culpá-lo por ter adoecido, torne-se livre das pequenas coisas causadoras de instabilidade e seja ilimitado na sua atitude." 

Pensamento de Antonio Sequeira, Virtudes para uma Nova Consciência, 
retirado do livro "A paz de todo dia", Editora Brahma Kumaris.

01/08/2010

Estado


 Natal
Fotografia: Marli Reis

*

 Estado 



Ontem vi a lua
em sua forma
cheia, clara.

Descia um clarão 
sobre teu rosto pálido,
tua esperança
retornou o rumo.

Hoje, eu vi o suor
no teu rosto,
desse trabalho
ao meio dia,
segurando o sorriso
delicado de quem
sabe amar.

*

25/07/2010

Igual


 De barro
Fotografia: Marli Reis


*
Igual

Alguns extremos
se pronunciam
e voltam ao caminho
 do meio.
Onde já o Sabiá
pousou contemplativo
e havia céu,
e mar,
tanto verde!
De tantas cores
esse caminho!
Que não pertence
a uma lógica subterrânea.
Que não oscila
em corda bamba
e isso só basta.

*

13/07/2010

Identificação




 Identificação
Fotografia: Marli Reis

*

Identificação

O mundo gira
e enquanto o mundo gira
eu nada, eu tudo
por um universo
de certezas
e dúvidas.
Caladas manhãs 
em assombro.
Ser certeza de escolha,
pincel de artista
na arquitetura 
do mundo.

*


08/07/2010

Entre cores


 Fortaleza, num fim de tarde.
Fotografia: Marli Reis
*

Queridos amigos que passam por aqui, divido esse pensamento sobre uma das qualidades possíveis nessa nossa jornada enquanto a vida continua... E tece as configurações do eterno, das metas, das mudanças, desse olhar para a natureza buscante do humano inserido no contexto social com ou sem pusilanimidade ocasional. É assim...



***


 Do livro Beleza Interior, Anthea Church.

Determinação

Determinação é uma linha ininterrupta, uma coluna vertebral. É quando cada situação está ancorada a uma meta invisível que mantém tudo unido. Sem determinação a vida torna-se dispersa. Com ela as experiências agradáveis são mantidas e as desagradáveis, abandonadas.

Determinação faz você sentar-se ereto e amar tudo, porque tudo faz parte do movimento para frente. Dia e noite há o sentimento de que basta buscar e então poder tocar a essência de sabedoria que reside em cada momento. Você pode se concentrar naquilo, deixar que sua tenacidade busque aquilo e então a ação ocorre automaticamente como deveria: suavemente correta.

Debater-se com a vida a partir do exterior, tentando mudar o que é visível, é determinação invertida.  Ela torna seu rosto áspero e inflexível e, embora possa trazer sucesso aparente, pode criar uma luta interna. Portanto, determinação não é tanto uma questão de ação, mas de tranquilidade. Quando uma qualidade da mente  - paz,  felicidade, profundidade, pureza - pode permanecer firme e contínua através dos baques da vida, isso é determinação verdadeira. Tal estabilidade mantida por um tempo, acabará penetrando na superfície da vida transformando-a. E a adversidade desaparecerá.

É preciso alimentar a determinação e nutrir as qualidades que você deseja ter.

***

06/07/2010

Nutrir


  
Em festa
Fotografia: Marli Reis




Para AZRL com amor, em 30 de maio de 2010.




  Nutrir


Parabéns a você,
graça e magia
da tua presença 
irradia no ar.
Presente divino
iluminando caminhos,
aprimorando processos,
em tudo há...

Tudo que toca
vira sabedoria,
olhos
meus contemplam
tua beleza,
e a cada dia 
agradece ao ser
tua nobreza
de alma.
A certeza,
meu filho,
que o coração
ainda canta
algumas cantigas
de ninar
para você.
                                                                            
*


03/07/2010

Tecido (III)


*

Eu estou totalmente mergulhada no sentido e na busca pelo ser nesse mundo contemporâneo, sem retorno, porque tudo que encontro é ressonância para as perguntas que aspiram respostas em mim, sinto imensamente que estou no caminho, e ele é certo, porém, não menos complexo e sem obstáculos, não importa. Os obstáculos existem para medir exatamente o quanto de realização almejei. O que acontece ao redor é motivo, e deve continuar sendo, de muita gratidão, mesmo que assuma significados de reconhecimento e dúvida.

Grata aos que passam e ficam, de alguma forma!

Poesia, a vida oferece!

*

Retrato
Fotografia: Marli Reis

*


27/06/2010

Olhar

 Flores de Guaramiranga/CE
Fotografia: Marli Reis


 *

 Olhar


Canta no canto
sozinho o arrepio
da pele marcada
no sol escondido
atrás das folhas
secas das palmeiras,
um certo aconchego
de plumas ao vento,
de braços abertos,
de laços de amor,
sereno delírio
acordado 
bem cedo
olhando a linha
do tempo passar
pelas juras antigas
da paixão exaltada
nas rosas atiradas
com espinhos.

*



   

25/06/2010

Serenar

Flores de Guaramiranga
Fotografia: Marli Reis


 *

Serenar


Envolvido no algodão
doce,
estava calado
em flor,
cheirava batom
de cereja,
bebia as uvas
amassadas
pelas mãos
macias,
douradas de sol.
Este clima
quente de inverno
roçando a pele
serena
de tanto espiar
pela fresta
singular
da porta
da casa
sem janela.

*


22/06/2010

Conjugar

Flores de Guaramiranga/CE
Fotografia: Marli Reis


 *

Conjugar


O ser do mundo
no vazio
movimentado
por reflexos
de igual
importância.
O pleno na existência
desapegada
do templo
em oração.
A compreensão do mundo
no ponto quieto,
calmo e sem barulho
dentro da estação
do amor.
Expansão substancial
no cosmo,
na mente
conjugada
no eterno.

*

17/06/2010

Nesse ar


 Guaramiranga/CE
Fotografia: Marli Reis


*


Nesse ar


Em sintonia com o destino
num leva e traz
de felicidade
para além da imaginação,
para além de tudo
que é mais sagrado,
às voltas do coração,
sangrando
pela ausência
em ré maior,
nem se sabe
a rima
nessa esquina
que não combina
com tudo que passou.
Pediu carinho
e ninguém 
quis dar,
sentiu sono 
e foi
dormir...

*
(20/06/2010, domingo)
No fim das contas, o intelecto pouco sabe, a intuição tem conhecimento que revitaliza, traz um estado poético, quando se escuta seus sinais. Busco a determinação, por isso insisto em querer ver, escutar... Quando me apercebo, escrevi algo e no outro dia leio em profundo silêncio, onde eu estava mesmo?!... Então encontro reciprocidade no respeito às palavras.


12/06/2010

Duo


"Estrela" na janela
Fotografia: Marli Reis


*

Duo


O dia a passar,
as horas a sentir
o perfume do buquê
que não estava ali.

O dia a passar,
os minutos a saber
que eu não estava ali,
em nenhum lugar.
Correr, andar, saltar...
Em nada se compara
a lembrança reluzente
do deus das díadas,
é nome santo
todo em forma
de afeto e luz,
salve, salve!
Parar em misto,
o tempo que desvendou
os olhos guardados
em amor.

*


06/06/2010

Sem disfarce



 Aratuba/Ce
Fotografia: Marli Reis



*


Sem disfarce


Navego entre os portões
do céu do teu sorriso.
Tua alegria
pelo dia 
amanheceu.
Cuidou de mim
teus pensamentos
de menino,
desse que gosta 
de brincar
na areia
em praia limpa,
e cresce na miragem
de sonho,
tanto!
Que mais aprendi?

Esse menino não é você,
é parte do que ficou
de nós dois
que salta
as linhas 
confusas
da separação
e abriga a dor
na bênção do amor.

*

02/06/2010

Lentamente


 "Prédios"
Fotografia: Marli Reis





*


Lentamente



Néctar da manhã,
céu cinza e prata,
bem-te-vi acordado
cantava, cantava...

A lembrança doce
do que poderia
acordar os deuses...

Um suspiro breve
de quem não acordou.

Sonha com o inevitável,
mergulha na inconsciência.

Vive o alento de quem
deve esperar.

Calor de fora,
paredes brancas.

Uma chama trepida
amarela, dourada.
O silêncio ainda paira
na escuridão aberta,
na claridade
desse sol
que vem
devagar,
tão devagar!



*



23/05/2010

Diluir

Praia do Futuro, Fortaleza/CE
Fotografia: Marli Reis

*

Diluir

Guardo na incerteza
o acerto
da jornada 
de amanhã.

Não haverá meu tempo,
este não me pertence.

Haverá o delírio
intrigante das folhas
secas caindo
em tapete úmido
já que a chuva 
passou.

Os passos largos
fogem na chegada
pisoteando o tapete
que guarda a terra.

Terra dourada
guardada pela lua,
tão protegida,
que as cores
se misturam
na superfície,
lá onde a 
pele toca
e tocando
vive
só!


***