Seguidores

Pesquisar este blog

Google+ Followers

Translate

02/06/2010

Lentamente


 "Prédios"
Fotografia: Marli Reis





*


Lentamente



Néctar da manhã,
céu cinza e prata,
bem-te-vi acordado
cantava, cantava...

A lembrança doce
do que poderia
acordar os deuses...

Um suspiro breve
de quem não acordou.

Sonha com o inevitável,
mergulha na inconsciência.

Vive o alento de quem
deve esperar.

Calor de fora,
paredes brancas.

Uma chama trepida
amarela, dourada.
O silêncio ainda paira
na escuridão aberta,
na claridade
desse sol
que vem
devagar,
tão devagar!



*