Seguidores

Pesquisar este blog

Google+ Followers

Translate

15/12/2016

Mundo

- Entardecer em Fortaleza/CE
Fotografia: Marli Reis - 

***

Mundo


Esse mundo não é assim
como se apresenta,
é um mundo virado
em brasa,
não tem circo,
circo é coisa de outro mundo 
já passado,
mas a palavra existe
e é viva.
Algumas pessoas se divertem, 
enquanto outras choram.
Não há alegria no lamento,
já sabem os pedestres,
os padeiros e
as lagartas.
O mundo gira
 e volta a girar,
quem não aprendeu 
aprenderá.
Quem não viu, 
verá, depois de amanhã.
Quem não compreendeu,
compreenderá com a luz
do sol,
seguindo as batidas
 do compasso soturno:
dia
noite,
noite
dia, 
sol
estrelas,
lua
céu.
Olha os homens de capa
na varanda dos prédios pagos!
Não escondem seu dinheiro 
jogados ao vento,
que sopra 
em círculos,
nesse mundo.


14/07/2016

Roda de Conversa e Arte - para falar de amor


Instante

Imagens do Brasil
Fotografia: Marli Reis

***

Instante

Para transbordar nesse mistério
que vem da terra e se transforma
em fruto, em água, em flor,
o silêncio.
Para entender esse sabor
que não é amargo, muito menos é salgado,
é transformado em dose equilibrada
de maciez dentro da casca dura
com folhas pendentes no alto,
o silêncio.
Olhe a colina, olhe a duna,
olhe a montanha, olhe o vale,
e os frutos, e o verde, e as formigas
caminhando na certeza e no propósito,
enquanto esse calo aperta o sapato,
porque já nem é de ninguém.
Faz um silêncio,
que é para poder ouvir o mar
balançando as águas e os peixes,
que procuram o mesmo silêncio,
que pulsa.


13/07/2016

Na luz

O céu do quintal
Fotografia: Marli Reis

***


Na luz

Ele que fica no canto alto
da ponte segura;
ele que fala diante
de olhos atentos;
ele que lança o canto
em música suave
da cor do céu,
enquanto as borboletas dormem,
enquanto os pássaros se aquietam,
enquanto o sol anoitece,
que fique guardado
nas mãos que protege seu dia
e sua noite
em silêncio.
Ele é tudo
que estava por um fio,
que a chuva não lavou
quando molhou o quintal.
Ele é tudo
que o sopro do vento
não conseguiu juntar,
onde as pétalas coloridas
não formaram tapete
para acordar o dia
desse sonho de amanhã.

05/01/2016

Areia

Lembranças do quintal
Fotografia: Marli Reis

***
Areia


A vida seguia,
e seguindo levava
os silêncios noturnos
para o mar.
Do mar, ouvia-se as ondas,
Não havia silêncio.
Não havia pausa.
Havia a linha apontada
no horizonte.
Uma confusão de ondas.
A complexidade na areia,
parecia simples,
sem ser.


Marli Reis
***


04/01/2016

Sem pressa

Natal-RN
Fotografia: Marli Reis

***


Sem pressa

Se dentro dessa contemplação
encontrasse teu olhar pensativo,
quando as perguntas saltam
 e não clamam
por respostas...
Se dentro desse tempo coubesse 
o nosso cisne
dourado de luz,
haveria de guardar
a brisa e as cantigas
da varanda,
as mesmas silenciadas
 pelo entardecer
em quietude.
Vem doce lembrança,
leva as imagens 
que já não quero mais.
Agora é teu brincar 
que mais importa.


Por Marli Reis
***