Seguidores

Pesquisar este blog

Google+ Followers

Translate

20/06/2009

Pequena Porção

"Contraste do azul", III.


Desvarios, tormentas
inconcebidas.
Imaculados arrepios
devastando os hemisférios
cintilantes da alma.
Onde está filho meu?
Tua doçura se escondeu.
Esfacelou o pingo
da inocente ternura
arcaica, voraz.
Piedosa, sem ridículos.
Congestão dos subúrbios
em águas cristalinas
da amizade
sem fronteira.
E o corpo leve,
a alma leve,
a percepção leve...


***


Um comentário:

Ademar Oliveira de Lima disse...

Estive por aqui lendo e aprendendo um pouco!! Abraços Ademar!!